HOME       ARTISTA      OBRAS      EXPOSIÇÕES/ NOTÍCIAS      ESTÚDIO/LIFE      VÍDEOS   CONTACTO

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/2

Lo Strumento della Creazione – Pintura escrita por Gianluigi Trovesi

170 x 170 cm

Acrílico s/ tela

2005

(Exposição Museu Municipal de Espinho, 2015)

O INSTRUMENTO DA CRIAÇÃO

Pintura escrita por GIANLUIGI TROVESI

 

...Conta-se que, pelo fim do século XVII, um certo senhor Denner, talvez inspirando-se ou modificando um instrumento chamado Chalumeau, tinha construído o primeiro clarinete.

Poucos decénios depois, a humanidade encontra-se na posse de um instrumento dotado de uma extensão de quatro oitavas, uma dinâmica que vai de um pianíssimo inaudível até um fortíssimo digno de uma trompa, uma variedade tímbrica que vai de uma morbidez de veludo até à dureza de um diamante; um instrumento que, quando introduzido na orquestra, resolve o problema da densidade da madeira e constitui uma das condições para a formação da orquestra moderna e que, introduzido na banda, dá um impulso  decisivo à evolução daquele complexo.

 

Bravíssimo Senhor Denner! Uma invenção extraordinária! Inacreditável!! ou antes... POUCO CREDÌVEL!...

 

Tanto é verdade que eu creio que o primeiro clarinete nasceu não com o Senhor Denner, mas com o próprio homem. Estou convencido de que “uma vibração originou o Universo”; que tal vibração – gerada mediante uma ânsia batente introduzida num tubo cilíndrico – produz um som cheio de harmónicos positivos a uma distância de uma dodecésima; que os harmónicos positivos criaram a vida na terra.

Daí se evidencia que DEUS FOI O PRIMEIRO CLARINETISTA, ou melhor, ELE È ”O” CLARINETE.

 

 

No Éden são as vibrações “positivas” que mantêm a felicidade. Mas Eva e Adão comem a maçã e Deus faz desaparecer as vibrações “positivas”. Desde esse momento o homem tenta, incansável, retornar à situação primitiva, mas os seus esforços produzem só instrumentos que têm em si vibrações “negativas”, capazes de destruírem mais do que construírem (ver trombetas de Jericó). DEUS, no entanto, que tudo vê e prevê, na Sua infinita bondade vem em socorro da Humanidade alguns decénios atrás e gera MOZART. Serve-se do Senhor Denner, aparece-lhe em sonho e ensina-lhe a construir o Instrumento da Criação.

 

Moral:

COMO O CLARINETE É O INSTRUMENTO DA CRIAÇÃO DIVINA, É DADA  AO HOMEM CONTEMPORÂNEO A CAPACIDADE DE SE SERVIR DELE CONSCIENTEMENTE PARA PRODUZIR, ATRAVÉS DO SONO, A PERFEIÇÃO.

Gianluigi Trovesi

Itália, junho, 2003